Busca

BioZoe-VidaBoa

Aqui você encontra reflexões que tem relevância na Busca da Vida-boa.

Categoria

Sem categoria

Política 

“É sinônimo de democracia  se a pensarmos como laço amoroso entre pessoas que podem falar e se escutar não porque sejam iguais, mas porque deixaram de lado suas carapaças de ódio e quebraram o muro do cimento onde suas subjetividades estãoenterradas.” Márcia Tiburi

Anúncios

 Bem estar de laboratório?O meu bem-estar é o mesmo que o seu? Bem-estar para quem?

Bem estar de laboratório

Pode-se dizer que na área da saúde o conceito de bem-estar vem mudando. A 1ª Revolução da saúde é herança do iluminismo e depois do utilitarismo. Estamos falando da famosa qualidade de vida. Mais tarde veio a 2ª revolução da saúde que começa a dar ênfase na saúde ao invés da doença. Hoje, o conceito vem se ampliando para uma questão de bem-estar subjetivo que é medido pela perspectiva que o individuo tem de si mesmo partindo do seu critério de satisfação da vida[1].Agora pense na medicina que você tem acesso no Brasil. Ela já passou pela 2ª revolução da saúde?

Vamos fazer uma regressão no tempo e consultar a cultura grega clássica. Calma leitor, você vai ver que não estou maluco. A sociedade grega permitia a apenas uma parcela da sociedade de viver a “bios”, uma vida de liberdade de poder fazer (práxis) e poder dizer (lexis). O resto da sociedade ficava limitada ao que se tinha de comum a espécie, uma vida “zoe” que era a moderação dos hábitos de vida: comer, beber, fazer sexo, não ser violento etc. Estes eram os escravos (não cidadãos) submetidos aqueles que tinham o poder de dizer  e de fazer,  os cidadãos.[2]

Hoje vivemos em outro tipo de democracia onde todos tem direito a cidadania e logo a uma vida integral, mas parece que vivemos sob o julgo de um outro campo social, o campo científico. Viu como não estava ficado louco? A ciência hoje é que tem a legitimidade social para poder dizer como, quando, por que, quanto e onde devemos cuidar de nossos corpos! Somos bombardeados pela ciência nos dizendo o que comer, que tipo de exercício fazer etc. Parece que hoje não mudou muita coisa.Se formos levar em consideração que do ponto de vista do bem-estar de nossos corpos não são todos que tem a vida acesso a vida “bios”  boa parte vive só a vida “zoe”( no contexto grego e não no cristão em que “zoé” é vida eterna).

Somos  muitas vezes governados pelo ultimo artigo com o novo julgamento em que o álcool, a maconha, os suplementos, os remédios e até mesmo um inocente ovo são absolvidos ou não da vida das pessoas segundo os interesses daqueles tem o pode de dizer e fazer. Quando vamos entender que as ciências da saúde não são neutras?! Bem estar para quem?Para a indústria farmacêutica?Para academia de musculação?Para a medicina? Que a ciência seja apenas um conselheiro e não um ditador! Chega de bem estar de laboratório! Sejamos sábios na busca por bem-estar!

Que se tenha olhar crítico e bom senso. O que estatisticamente funciona para maioria das pessoas,não funciona para a outra menor parte. Além do mais, é possível colocar o interesse através da metodologia e mesmo na interpretação dos dados de uma pesquisa. Qual é o seu critério de bem-estar. A quantidade de whey protein ingerida por mês? Pense nisto!

Ozimar Bovió.

[1] GALINHA, Iolanda. RIBEIRO, Paes. História e o conceito de Bem-estar subjectivo. Psicologia, saúde e doenças,2005,6(2),p.203,214. http://repositorio.ispa.pt/handle/10400.12/1060 Acesso em 21/07/2015.

[2] Para saber mais: vídeo do Psicanalista Jurandir Freire Costa, Café filosófico https://www.youtube.com/watch?v=yCsZqD3B7do  Acesso em 21/07/2015. ARISTÓTELES.Política. Trad. Therezinha Monteiro Deutsch e Baby Abrão. (Col. Os pensadores). São Paulo: Editora Nova Cultural, 2000.Leia ainda em:http://www.webartigos.com/artigos/a-distincao-entre-zoe-e-bios-em-aristoteles/63861/#ixzz3gZW8Efih Acesso em 21/07/2015.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

Balaio das 7

Artes, Divagações e otras cositas más

Dose Dupla BH

Comendo e bebendo na capital mineira

vivercommusica.wordpress.com/

VCM - VIVER COM MÚSICA

Thiago Mazza

Ilustração

desaforos

micronarrativas e provocações

André Gaiarsa

psicanalista reichiano

Páginas Perdidas

Crônicas, Ensaios e Conjecturas Sobre o Mundo Moderno